sábado, 14 de janeiro de 2017

Redenção Maravilhosa - Kami Garcia & Margaret Stohl

   "«A morte é o fim... ou apenas o princípio?»
   Ethan Wate passou a maior parte da vida a desejar fugir da sufocante pequena cidade de Gatlin. Nunca pensou que iria conhecer a rapariga dos seus sonhos, Lena Duchannes, que lhe revelou um lado secreto, poderoso e amaldiçoado da cidade, escondido à vista de todos. E nunca teria esperado ser forçado a deixar para trás toda a gente e tudo aquilo que é importante. Então, quando Ethan acorda depois dos acontecimentos horripilantes de Caos Maravilhoso, tem apenas um objetivo: arranjar forma de voltar para Lena e para aqueles que ama.
   Em Gatlin, Lena está a trabalhar para o regresso de Ethan, prometendo fazer o que for preciso - mesmo que isso signifique confiar em velhos inimigos ou arriscar a vida da família e dos amigos que Ethan abandonou para proteger.
   Em mundos diferentes, Ethan e Lena devem voltar a trabalhar juntos para reescrever o seu destino neste final deslumbrante da série Criaturas Maravilhosas."

   Boas Leitores!
   E mais uma saga que está terminada! Após anos e anos (não por minha culpa, visto que esta saga esteve sem ser publicada em português durante um bom tempo) finalmente acabei-a! Os quatro volumes que compõem esta tetralogia foram publicados todos em português e podem ser obtidos em qualquer livraria.
   Agora a verdadeira questão é: vale a pena ou não obtê-los? Em modo geral, não. Este último volume que deveria ser, na falta de melhor, o climáx de toda a saga não foi mais do que uma história do género "Anita vai ao submundo", mas substituindo Anita por Ethan e pronto têm uma obra.
   Há pontos pela originalidade do submundo que as autoras criaram, era ligeiramente diferente dos outros, também podemos atribuir assim meio ponto às personagens, mas não a todas, algumas alteraram-se sem grandes fundamentos nem explicações deixando o leitor um pouco "à nora" com a situação.
   Os pontos negativos vão para o enredo, nada original, completamente previsível, Maus sofrem, bons saiem vitoriosos, yippie yippie yey. De vez em quando acrescentavam uma personagem ou outra que poderia tornar as coisas mais interessantes, contudo depressa matavam o interesse dessa personagem. Foi um pouco aborrecido ler sabendo que mesmo que as personagens estivessem em perigo iriam obviamente sobreviver.
   Como se não bastasse, foi quase como se este último volume não acrescentasse nada à história da saga. Poderia ter acabado no anterior e talvez aí ficasse impressionante, mas não, prolongaram mais um volume para dar o final feliz a tudo e atar todas as pontas soltas (desta última parte não reclamo, porque no final duma saga a maioria das pontas soltas devem ser atadas).
   Um final aborrecido, que não aconselho. No entanto, caso queiram ler mais sobre a saga, podem seguir o link: Crítica - Caos Maravilhoso
   Boas Leituras... ;)
3.5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas