sexta-feira, 22 de julho de 2016

Acácia - Outras Terras - David Anthony Durham

   "Um rei assassinado pelo seu mais antigo inimigo. Um império dominado por um povo austero e intolerante. Quatro príncipes exilados determinados a cumprir um destino. Recuperar o trono de Acácia poderá ter consequências devastadoras.
   A luta apocalíptica contra os Mein terminou. Uma vitoriosa Corinn Akaran reina no Império Acaciano do Mundo Conhecido. Apoiada no seu conhecimento de artes mágicas do livro A Canção de Elenet, ela reina com mão de ferro. E reconstruir um império desgastado pela guerra não é fácil. Das misteriosas Outras Terras, chegam à corte notícias inquietantes, e Corinn envia o seu irmão, Dariel, como emissário pelos mares tempestuosos das Encostas Cinzentas.
   Ao chegar àquele distante continente, este antigo pirata é apanhado numa rede de velhas rivalidades, ressentimentos, intrigas e uma crescente deslealdade. A sua chegada provoca um tal tumulto que o Mundo Conhecido é de novo ameaçado pela possibilidade de invasão - algo que tornaria os anteriores perigos numa brincadeira de crianças. Sem aparentes obstáculos, um novo ciclo de acontecimentos que irá arruinar e remodelar o mundo está prestes a começar..."

   Boas Leitores!
   O terceiro livro em português da saga Acácia já está aqui no blogue. Este é a primeira metade do segundo livro na língua original. Ou seja em português há seis, do qual este é o terceiro, mas em inglês há 3.
   É uma história passada uns anos depois da história dos outros dois volumes. Continua a ter personagens conhecidas como Corinn ou Dariel, mas desta vez o foco está virado para o recobrar do império após uma guerra intensa.
   O livro está dividido em basicamente 3 partes, cada uma dedicada a um protagonista. Em todos há altos e baixos. O menos apelativo foi o de Mena, um pouco fraco no enredo, tanto que apareceu relativamente pouco. Os outros dois estão até equilibrados.
   Corinn tem a sua intriga de corte que não é muito desenvolvida, mas depois tem uma componente de magia que trás algum mistério até interessante. Dariel tem o factor aventura que acaba por ser um pouco uma desilusão quando chega aos capítulos finais.
   Esta parte do Dariel tenho de admitir que se calhar está boa, para quem não leu a saga Anders vai ser um ponto do enredo até original e estranho que poderá atrair os leitores. Mas para mim há alguns pontos em comum para deixar de ter o factor surpresa.
   Por outro lado fiquei muito curioso para saber mais da população extinta que há naquele mundo. A interação entre os vários poderes naquele mundo é bem feita sendo que se percebe que antes da guerra que marca os dois primeiros volumes havia um certo equilíbrio entre elas que foi rompido e que fez tudo mergulhar num caos de gente viciada em poder.
   As personagens também estão bem desenvolvidas, menos Dariel, acho que lhe faltou algo mais, talvez no volume seguinte consiga criar uma maior ligação com ele.
   Se alguém estiver curioso nas opiniões dos livros anteriores, basta seguirem este link: Crítica - Acácia - Presságios de Inverno
   Boas leituras... ;)
7/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas