sábado, 28 de maio de 2016

Soul Eater vol. 13 - In the Name of "Soul" - Atsushi Ohkubo

   "As Maka and a team of DWMA students slip into Baba Yaga Castle in the guise of Arachnophobian guards, Black Star opts for his usual style of entrance: loud and without a trace of subtlety! But although Black Star doesn't seem to have changed much on the outside, inwardly he has at last found the way to harness the true power of the Uncanny Sword. Will Black Star's transformation be enough? Or will he once again find himself at the mercy of the great swordsman Mifune?!"

   Hello readers!
   E passamos o marco de metade desta saga com o nome Soul Eater. Este é o décimo terceiro volume de um total de vinte e cinco. Não que faça alguma diferença para a história deste mangá, visto que não há um enredo principal como em Bakuman. Este é composto por vários arcos menores, ou como no caso do arco actual, arcos com mais de 5 partes, o que tem as suas vantagens e desvantagens como tudo.
   Quanto a parte quantitativa, o volume não mudou muito, tem na mesma quatro capítulos, todos do mesmo arco que o volume anterior, e pelo que parece não sei se acabará no próximo volume. Ou seja este arco deve durar até ao volume quinze. Por um lado é muito bom porque há uma sensação de continuidade e de acumulação de tensão conforme os capítulos vão avançando. Por outro, como só há 4 capítulos por volume, entre volumes há uma quebra um pouco grande de entusiasmo pois os leitores nem sempre compram 3 ou 4 volumes e lêem seguidos. E isto imagino que seja uma tortura ainda maior quando estão a sair nas revistas de mangás, porque este era um dos que saia um capítulo por mês. A tortura que deveria ser nesta altura!
   Neste volume apareceu uma vez mais pequenas tiras sobre o mangá ter sido promovido a anime que ocuparam algumas páginas. Não sei se alguma vez falei disto, mas todos os volumes de Soul Eater têm no final algumas páginas sobre um bar com várias personagens, incluindo o próprio autor, neste volume essas páginas foram um pouco em demasia. No início tinha alguma piada, agora é só um pouco aleatório sem ter a piada. Para além de que tira espaço a mais um possível capítulo, que me interessaria muito mais!
   Um ponto positivo tem de ser reforçado que são as cenas de acção, até agora tinha havido algumas, mas não sei porquê, só neste volume é que me pareceram estar muito bem feitas quase com a sensação de continuidade, e com isso de maior realidade. Isso compensou um pouco o facto do resto das cenas não ter muito impacto, até a história do Black Star pareceu-me demasiado simples para o que deveria ter sido (pelo menos no anime achei que tivesse ficado melhor, o que com as cenas seguintes de acção já não acho).
   Bem, o certo é que terei de esperar para continuar a ler esta saga e perceber como é que este arco vai acabar! Que há uma promessa de grande animação. Caso queiram saber mais sobre esta saga, sigam o link: Crítica - Soul Eater vol.12 - Souls, Yet Hidden, Quite Obscure
   Boa Leitura... ;)
7/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas