terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Acácia - Presságios de Inverno - David Anthony Durham

   "Um rei assassinado pelo seu mais antigo inimigo. Um império dominado por um povo austero e intolerante. Quatro príncipes exilados determinados a cumprir um destino. Recuperar o trono de Acácia poderá ter consequências devastadoras.
   Há muito tempo que o Reino de Acácia deixou de ser governado em paz a partir de uma ilha Idílica por um rei pacificador e pela dinastia Akaran. O cruel assassinato do rei trouxe muitas mudanças e grande sofrimento. Com a conquista do Trono do Mundo Conhecido por parte de Hanish Mein, os filhos de Leodan Akaran são forçados a refugiarem-se em zonas longínquas que desconhecem. Sem tempo para fazer o luto pelo seu pai, os jovens príncipes são separados e jogados à sua sorte num mundo cada vez mais hostil. E é entre piratas, deuses lendários, povos guerreiros e espíritos de feiticeiros que encontram a sua força e a sua verdadeira essência. Entretanto, Hanish continua empenhado na sua missão de libertar os seus antepassados e finalmente entregar-lhes a paz depois da morte. Mas para isso, os Tunishnevre precisam de derramar o sangue dos príncipes herdeiros...
   Conseguirá Hanish capturar os filhos do falecido rei Akaran? Voltarão a cruzar-se os caminhos dos quatro irmãos? Estará o coração de Corinn corrompido e rendido à paixão por Hanish ou dormirá com o inimigo apenas para planear a reconquista do Trono de Acácia? E se, de olhos postos na vitória, os herdeiros de Akaran voltarem a sofrer o mais duro dos golpes?"

   Boas Leitores!
   A saga Acácia está de volta ao blogue! Após mais de três anos e meio decidi dar uma hipótese à saga e continuar a lê-la, desta vez com o seu segundo volume dos seis existentes em Portugal. Esta obra é a segunda metade do livro em inglês, visto que cá em Portugal os livros estão separados em dois.
   Comparando com o volume anterior este tem os pontos um pouco trocados. Está melhor que o primeiro, decididamente, no entanto a escrita do autor não me agrada muito. Acho que entre os capítulos, que são perspectivas de diferentes personagens (o que me agrada como sempre), passa-se imenso tempo sem que haja qualquer referência a tal. Tanta informação que poderia ser explorada de forma a enriquecer o livro e dar uma melhor experiência ao leitor e no entanto, as acções passam-se rápido de mais.
   O problema disto é que vão coisas de arrasto como o desenvolvimento das personagens, que num momento são crianças e logo de seguida são adultos com ideais e princípios próprios e o leitor fica apenas com pistas do que poderá ter dado origem a tal.
   Mesmo assim conseguiu surpreender-me em algumas partes, mais perto do fim, onde pensei que o livro não conseguiria ter seguimento para mais quatro obras (ou duas em inglês) mas acabou por conseguir-se prolongar. Agora estou curioso para ler essa terceira obra e ver onde é que irá levar, a história ganhou o seu potencial. E também se a escrita melhora ao longo das obras.
   Caso estejam curiosos pelo primeiro volume podem sempre clicar no link seguinte: Crítica - Acácia - Ventos do Norte
   Boas Leituras... ;)
6.5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas