domingo, 13 de dezembro de 2015

Guerra e Paz - Livro I - Lev Tolstói

   "Tendo como pano de fundo um cenário de guerra, com a invasão da Rússia por parte das tropas Napoleónicas, esta novela épica apoia-se em episódios ficcionais e históricos sobre aquele país, num momento de profunda convulsão, e surge como uma reflexão sobre a vida humana e a sua frágil existência. Nesta obra grandiosa, as personagens amam, odeiam e lutam, mas acima de tudo anseiam por encontrar o sentido da vida. Tal como elas, também Tolstói se confrontou inúmeras vezes com a sua própria condição enquanto ser humano, refugiando-se a dado momento numa fé e religiosidade profundamente vincadas. Tolstói deixou-nos um valiosíssimo legado literário e o seu nome perfila ao lado de outros grandes vultos como Shakespeare ou Homero.A presente obra – publicada em quatro volumes – inicia uma nova colecção, intitulada «Obras-Primas da Literatura» e foi traduzida directamente do russo por Nina Guerra e Filipe Guerra que, pela excepcional qualidade do seu trabalho, venceram o Grande Prémio de Tradução Literária APT/Pen Clube Português."

   Boas leitores!
   O Natal está quase a chegar, já compraram todas as prendas? Não? Se estão com dúvidas sobre o que oferecer e que tal esta obra clássica? Este é o primeiro de quatro volumes de um único livro muito conhecido, denominado Guerra e Paz.
   Já há muito que ouvia falar dele e sempre tive curiosidade de lê-lo, mesmo sem saber qual era o tema central. Este primeiro quarto da obra é boa, com uma escrita bastante adequada para o romance histórico, e considerando que foi escrito há mais de cem anos, uma escrita assim é de louvar (claro que também parte desse trabalho foi dos tradutores que mereceram o prémio!).
   Quanto à história do livro, é meio de intriga na corte e de acção nas batalhas contra Napoleão. Vemos de tudo um pouco mas o certo é que no meio de tantas personagens é fácil perdermo-nos nelas sem conseguir lembrar ao certo qual é qual. No entanto a forma como o autor escreve sobre cada uma e as diferentes perspectivas delas num único cenário dá uma boa visão de tudo o que se passa.
   A contínua crítica à sociedade é algo que se sente desde o início e é muito boa a meu ver. Cada personagem é um ícon a uma certa característica negativa que as pessoas se tornam na sociedade. Mas por vezes há outras personagens que deixam de ser negativas para passarem a representar virtudes ou vantagens aos olhos do leitor.
   E isto em apenas um quarto do livro, precisarei de ler mais para poder desenvolver melhor esta minha opinião. Esperemos que o próximo seja ainda melhor.
   Boa Leitura... ;)
7/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas