quarta-feira, 3 de junho de 2015

Legend - David Gemmel

   "Druss, Captain of the Ax, is the stuff of legends. Tales of his battles are told throughout the land, and the stories expand with each telling. But Druss himself grows older, until finally, the warrior turns his back on glory and retreats to his mountain lair. There he awaits his old enemy: death.
   But far below, the barbarian Nadir hordes are on the march. All that stands between them and the Drenai people is a mighty six-walled fortress, Dros Delnoch - a great citadel that seems destined to fall. If it dows, the Nadir will sweep inexorably across the land, killing all who oppose them.
   Reluctantly Druss agrees to come down from his mountaintop to lead this last, hopeless fight. Lost causes mean nothing to him - he has fought in such battles a thousand times in a thousand lands. And he is a hero to inspire a new generation of warriors. He is Druss the Legend."

   Hello readers!
   Outro livro em inglês, pensam vocês? Pois é, este foi aconselhado por um amigo meu, e ainda bem que o fez porque não fiquei nada desiludido. Este é o primeiro de uma saga com 11 livros, denominada The Drenai Saga, infelizmente poucos são os publicados em português, e daí ter optado por obter a colecção logo em inglês.
   É do campo da fantasia, no entanto pouco de fantasia tem (mas existe!). No entanto, isso não me deixou nada desiludido. Toda a obra baseia-se numa única batalha, de uma guerra maior do que o leitor imagina. Mas essa mesma batalha é preparada, posta em acção e terminada de forma magnífica e num ritmo fluído sem que nos apercebamos dessas mudanças.
   Além disso a evolução das personagens foi algo que me agradou, algumas das personagens principais têm um ligeiro desenvolvimento, mas não em demasia que fiquemos a pensar que aquilo é só sobre aqueles protagonistas.
   Só tive pena do final, as últimas páginas mesmo, onde o autor não conseguiu manter a história um pouco fria e dura e teve de dar a sua parte de final feliz. Durante toda a batalha, em que os exércitos marchavam sobre as muralhas, o exército invasor alcançando uma muralha de cada vez era deveras angustiante, levando-nos a pensar numa batalha totalmente impossível, mas sempre com a ínfima esperança que houvesse uma reviravolta. Este foi um sentimento muito bom de se ter durante a leitura.
   Fiquei curioso para ler mais... Mas não sei quando é que isso vai acontecer. Logo veremos!
   Boas Leituras... ;)
8.5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas