domingo, 26 de abril de 2015

O Olho da Lua - Anónimo

   "Até um assassino em série deve pensar na sua reforma. Especialmente depois de 18 anos de carnificina e uma data de bourbon.
   E assim acontece que o infame Bourbon Kid quer parar de matar. Mas isso não é tão simples. O monge Peto está na sua peugada, para vingar a morte de todos os seus confrades. Além disso, outras pessoas andam a tentar matá-lo: uma série de vampiros e mercenários, uma múmia, um novo Senhor das Trevas... a lista parece interminável."

   Boas leitores!!
   O mês está quase a acabar, e sabem o que é que isso significa? Que estamos a entrar no mês em que a Feira do Livro de Lisboa começa!! Mas até lá ainda teremos de esperar um mês e dois dias.
   Foquemo-nos então na minha opinião acerca da obra que acabei de ler. É o segundo de uma tetralogia, cujo nome é Bourbon Kid e cujo autor permanece anónimo até agora (a não ser que o nome dele seja mesmo "Anónimo"). Por enquanto só o primeiro e o segundo volume é que estão publicados em Portugal.
   Não sei se têm memória mas quando li a primeira obra, achei que fosse um policial, e estava muito bom para tal, até que no último quarto do livro a fantasia entrou em força e de forma barata. Pois bem, neste livro essa fantasia barata e comercial continuou durante toda a obra, o que tornou-a bastante cliché e sem sentido.
   A construção daquele mundo não é explicada na sua totalidade o que torna os acontecimentos um pouco incoerentes. Não há nada que diga se o mundo sempre foi daquela forma ou se foi sendo mudado ao longo dos tempos. Este é um dos grandes pontos negativos.
   Um ponto positivo é dado à escrita. O autor tem uma grande capacidade de escrita no que toca ao exagero. Na capa tem um comentário que diz e passo a citar "O equivalente literário aos explosivos filmes de Quentin Tarantino e Robert Rodriguez" e tenho de concordar com isto. Senti que estava a ler algo digno de Tarantino. E não me admirava nada que este último pegasse neste livro e fizesse uma adaptação cinematográfica. São estilos muito semelhantes.
   Gostei do último capítulo, foi um bom cliffhanger que me deu imensa vontade de saber mais, apesar do livro não ser nada de especial, deu-lhe um toque de ironia/comédia/suspanse.
   Agora é esperar para saber se sairá o próximo volume no nosso país... Até lá podem aproveitar e ficar com o link do livro anterior: Crítica - O Livro Sem Nome
   Boas Leituras... ;)
5.5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas