terça-feira, 13 de janeiro de 2015

A Filha do Império - Raymond E. Feist & Janny Wurts

   "Mara era apenas o membro mais novo de uma família nobre. Nunca esperou que a súbita e chocante morte do irmão e do pai pudessem trazer-lhe tamanha responsabilidade. Apesar do seu sofrimento, cabe-lhe a tarefa de vestir os mantos da liderança e enfrentar as dificuldades. Mas embora inexperiente na arte política, Mara terá de recorrer a toda a sua força e coragem, inteligência e astúcia, para sobreviver no Jogo do Conselho, recuperar a honra da Casa dos Acoma e assegurar o futuro da sua família.
   Rapidamente se apercebe de que a traição e os inimigos da família quase levaram a sua Casa à aniquilação completa. Todas as esperanças estão depositadas numa única mulher: uma rapariga que terá de crescer rapidamente e aprender um jogo perigoso, onde não há tempo para errar..."

   Boas leitores...
   E outra colecção a ser iniciada, mas desta vez promete ser uma colecção estrondosa e brilhante. A Saga do Império são quatro livros publicados em português (na língua original são apenas 3).
   Para os leitores que já leram antes livros deste autor então aconselho-vos vivamente a lerem estes. Para os que não leram, deveriam ler pelo menos o duo O Mago - Aprendiz e O Mago - Mestre antes de lerem este, pois muitas vezes são feitas alusões a certos pormenores importantes, visto que este livro passa-se no mesmo cenário temporal que os livros que falei acima.
   E é exactamente por esse pormenor que se torna tão apelativo aos fãns de Raymond E. Feist, poder saber o outro lado da história, ou pelo menos como é que o outro lado da guerra se comporta e o seu modo de vida.
   E não é de todo um modo de vida simples, intrigas, estratégias, mortes e honra são palavras-chave nesta aventura. Tudo palavras muito apelativas para mim. Várias foram as vezes que me lembrei de outro livro que tinha gostado pela mesma razão, Pátria de R. A. Salvatore. Acho que me agarra de tal forma poder entender as intrigas e as jogadas de poder para subir na hierarquia e ser-se superior ou morrer a tentar.
   Um bónus neste livro é que é tudo feito por motivos de honra. Este é o ponto que falta sempre nas intrigas e o que torna apelativo neste, o facto de haver um código de honra duramente cumprido e que leva à morte imediata quem não o cumpre. Conclusão, as traições e as jogadas de sorte têm de ser muito bem calculadas.
   De resto o autor não me desiludiu com esta parceria. As personagens estão bem desenvolvidas e o enredo muito bem conseguido. Houve apenas uma parte em que a história diminui um bocado de intensidade, mas para logo voltar a subir e manter a expectativa em cima. O ambiente ao mesmo tempo meio alienígena e meio japonês é algo interessante e que dificilmente imaginaria.
   Aconselho a todos este livro. Um bom livro que vai entreter o leitor e levá-lo mais longe do que julgaria.
   Boas Leituras... ;)
8.5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas