quinta-feira, 31 de julho de 2014

O Perfume - Patrick Süskind

   "Esta estranha história passa-se no século XVIII e é fruto de um extraordinário trabalho de reconstituição histórica que consegue captar plenamente os ambientes da época tal como as mentalidades. O protagonista é um artesão especializado no ofício de perfumista, e essa arte constitui para ele - nascido no meio dos nauseabundos odores de um mercado de rua - uma alquímica busca do Absoluto. O perfume supremo será para ele uma forma de alcançar o Belo e, nessa demanda nada o detém, nem mesmo os crimes mais hediondos, que fazem dele um ser monstruoso aos nossos olhos. Jean-Baptiste Grenouille possui no entanto uma incorrupta pureza que exerce um forte fascínio sobre o leitor. O Perfume, publicado em 1985, de um autor então quase desconhecido, foi considerado um dos mais importantes romances da década e nunca mais deixou de ser reeditado desde então, totalizando os 4 milhões de exemplares vendi dos, só na Alemanha, e 15 milhões em países estrangeiros. Foi traduzido em 42 línguas. Este fenómeno transformou-o num dos mais importantes livros de culto de sempre. Em 2006, O Perfume passa a ser uma longa-metragem inspirada no romance de Patrick Süskind."

   Boas leitores...
   Agora de férias já começam a aparecer as críticas dos livros que tenho lido. Este comecei mesmo antes de ir para férias e foi uma leitura genial. É um livro solto que me foi aconselhado e que ainda bem que o fizeram!
   Tudo começou pela escrita diferente, com uma extrema importância para a vertente odorífera que estranhei ao início, a quantidade de descrição dos cheiros era algo estranho e que não estava habituado, mas tudo fazia sentido considerando o nome do livro e o fio por onde a história segue.
   E que história! Inicialmente não entendi o porquê do subtítulo do livro "A História de um Assassino" mas foi uma explosão de pensamentos enquanto lia a obra e ia desvendando cada vez mais pormenores. Até que atingiu o climáx desejado no final e tem um fim excelente.
   O crescimento da personagem e de tudo o que a rodeia está muito bem delineado, não há perdas de personalidade para que o leitor fique a questionar-se o porquê de repentina mudança.
   O único ponto não muito a favor do livro, mas que também não me incomodou por aí além era o tamanho dos parágrafos, por vezes passavam de uma página e isso parecendo que não acaba por cansar o leitor ao fim de muitas páginas, ou até mesmo de perder o fio à meada a certa altura.
   De resto é um livro que aconselho vivamente a lerem, tal como fizeram comigo! Nunca esperei que fosse ter uma surpresa tão agradável como esta. Wook
Se quiserem comprá-lo podem aproveitar e fazê-lo por este link:
   Boa Leitura... ;)
9,5/10

André

2 comentários:

Jéssica Paulo disse...

Já que gostas-te do que te recomendei, lê a "Insustentável leveza do ser" ;)

Beijinhos ^^

AndréAlves disse...

Por enquanto não me podes aconselhar mais nada! Tenho imensos livros para ler! :P

Beijinhos ^^

Enviar um comentário

Páginas Comentadas