domingo, 11 de maio de 2014

O Espelho Negro - Juliet Marillier

   "Quando os pais de Bridei decidem mandá-lo viver com o druida Broichan, o jovem sabe apenas que abandona o lar para aprender as artes da guerra e da erudição. Não tem consciência de que no reino de Fortriu, devastado por lutas internas, um conselho de anciãos está secretamente a arquitectar um plano para garantir um futuro melhor em que ele desempenhará um papel central.
   Sendo o único rapaz a viver na remota casa do druida, Bridei cedo aprende a conviver com o medo e a solidão. Mas quando acorda a meio de uma noite de inverno gelada e encontra uma criancinha na soleira, recolhe-a e agradece aos deuses essa dádiva de uma companhia, sem perceber até que ponto esse gesto vai determinar o seu próprio destino e alterar perigosamente os planos do conselho."

   Boas pessoal...
   Sei que este blogue tem andado mais vazio que uma casa abandonada mas o tempo tem escapado das mãos. Com o meu manuscrito e as opiniões, a leitura e a faculdade, jogar com tudo é um pouco como fazer malabarismo, mas aqui está uma crítica. Este é o primeiro livro duma trilogia que já não há à venda em Portugal a não ser em formato de bolso. A trilogia vai ser criticada toda seguida já que a recebi assim seguida.
   Então neste primeiro livro temos um bafo de ar fresco vindo desta autora porque finalmente a personagem principal é um rapaz, ao contrário de todos os outros livros que foram raparigas. Para além disso esta história torna-se envolvente por haver partes de capítulos com a perspectiva de outras personagens.
   Mas é claro que o enredo contou muito, apesar de por vezes um pouco parado, e certas partes que poderiam ser contadas mais cedo não o foram, em geral é uma boa história e estou curioso quanto ao desenvolvimento nos próximos livros. Gostei da quantidade de pormenores e "segredos" druidicos e mitológicos desta religião envolvidos no livro. Mas a eterna luta desse modo de vida contra os cristãos que aparece muito nos livros da autora tornam-se um pouco previsíveis.
   O crescimento das personagens foi algo que me agradou imenso, vê-se bem, tal como o crescimento dos sentimentos do protagonista por outra personagem. E foi capaz de me fazer odiar uma outra personagem o que não acontece com facilidade.
   É um livro que tenho pena de não continuar a ser publicado no seu formato original porque é uma obra muito boa de Juliet Marillier. Se tiverem oportunidade leiam!
   Boa Leitura... ;)
7/10

André

3 comentários:

Rosana Maia disse...

Olá :)

Nunca li nada de Julliet Marillier, no entanto, tenho uma certa curiosidade.
Boas leituras

Rosana
http://bloguinhasparadise.blogspot.pt/

AndréAlves disse...

Há alguns livros que aconselho. A Filha da Floresta é um deles! Um grande livro desta autora!

Boas leituras :D

Rosana Maia disse...

Olá :)
Muito obrigado pela sugestão.
Boas leituras
Rosana
http://bloguinhasparadise.blogspot.pt/

Enviar um comentário

Páginas Comentadas