sábado, 26 de abril de 2014

As Mentiras de Locke Lamora - Scott Lynch

   "Diz-se que o Espinho de Camorr é um espadachim imbatível, um ladrão mestre, um amigo dos pobres, um fantasma que atravessa paredes. De constituição franzina e quase incapaz de pegar numa espada, Locke Lamora é, para mal dos seus pecados, o afamado Espinho.
   As suas melhores armas são a inteligência e manha à sua disposição. E embora seja verdade que Locke roube dos ricos (quem mais vale a pena roubar?), os pobres nunca vêem um tostão. Todos os ganhos destinam-se apenas a ele e ao seu bando de ladrões: os Cavalheiros Bastardos.
   O submundo caprichoso e colorido da antiga cidade de Camorr é o único lar que o bando conhece. Mas tudo vai mudar: uma guerra clandestina ameaça destruir a própria cidade e os jovens são lançados num jogo de assassinos e traidores onde terão de lutar desesperadamente pelas suas vidas. Será que, desta vez, as mentiras de Locke Lamora serão suficientes?"

   Boas leitores...
   Outra crítica para vocês, que isto tem andado um pouco lento. Este é um livro isolado (pelo menos que eu saiba) cuja capa e sinopse não me despertaram de todo qualquer interesse da primeira vez que o vi. Aliás eu obtive este livro simplesmente porque vinha num pack com outros que me agradavam.
   E ainda bem que veio porque seria uma grande perda na minha leitura. Sim este livro afinal é um livro excelente com uma história super envolvente e que nos faz agarrar as páginas e lê-las a um ritmo assombroso. E não só, vi-me muitas vezes a rir e a expressar imensas interjeições enquanto o lia, o que significa que estava mesmo entranhado na história que nem ligava ao mundo exterior.
    O livro passa-se num mundo fantástico, que de certa forma nos faz lembrar uma Veneza com a mafia e todos os enredos que isso envolve, mas claro que como livro de fantasia depois tem coisas como alquimia, feiticeiros entre outros. Foi uma ideia excelente a que o autor teve, acabou por tornar um assunto que por si era interessante num ainda mais interessante e curioso.
   Outro ponto muito bom no livro foi a quantidade de vezes que conseguiram enganar-me. Quando julgava que alguém ia fazer determinada ação, lá me contrariavam e faziam outra. É sempre bom isto acontecer, mostra que o livro não é previsível e tende a surpreender-nos.
   Tive só pena do livro não ter continuação, acho que houve alguns pontos que poderiam ter sido explicados. Isto porque cada capítulo tinha a história central e depois um interlúdio com o passado de Locke Lamora. E quer no presente quer no passado houve pelo menos dois grandes pontos chave que ficaram sem explicação. Não interferem na história mas é sempre aquela curiosidade de um leitor que gostou imenso.
   Aconselho vivamente a lerem é muito bom o livro, se quiserem comprá-lo podem fazer isso por este site: Wook
   Boa Leitura... ;)
8,5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas