terça-feira, 12 de novembro de 2013

Inferno - Dan Brown

   "«Procura e encontrarás.»
   É com o eco destas palavras na cabeça que Robert Langdon, o reputado simbologista de Harvard, acorda numa cama de hospital sem se conseguir lembrar de onde está ou como ali chegou. Também não sabe explicar a origem de certo objeto macabro encontrado escondido entre os seus pertences.
   Uma ameaça contra a sua vida irá lançar Langdon e uma jovem médica, Sienna Brooks, numa corrida alucinante pela cidade de Florença. A única coisa que os pode salvar das garras dos desconhecidos que os perseguem é o conhecimento que Langdon tem das passagens ocultas e dos segredos antigos que se escondem por detrás das fachadas históricas.
   Tendo como guia apenas alguns versos do Inferno, a obra-prima de Dante, épica e negra, veem-se obrigados a decifrar uma sequência de códigos encerrados em alguns dos artefactos mais célebres da Renascença - esculturas, quadros, edifícios -, de modo a poderem encontrar a solução de um enigma que pode, ou não, ajudá-los a salvar o mundo de uma ameaça terrível…
   Passado num cenário extraordinário, inspirado por um dos mais funestos clássicos da literatura, Inferno é o romance mais emocionante e provocador que Dan Brown já escreveu, uma corrida contra o tempo de cortar a respiração, que vai prender o leitor desde a primeira página e não o largará até que feche o livro no final."

   Boas leitores...!
   Mais uma crítica para este mês, e desta vez dum livro que esteve até há relativamente pouco tempo na ribalta como um livro muito vendido, mas também é sempre assim com livros de Dan Brown.
   Esta obra, como tantas outras dele tem como personagem principal o professor Langdon como puderam ver na sinopse e como todas as obras é um policial. No entanto, este foi um dos melhores policiais dele que eu já li, passo a explicar.
    Primeiro teve como tema central um livro que já li, A Divina Comédia de Dante que podem encontrar a crítica deste livro aqui no blogue. E teve ainda um outro tema central que é a sobrepopulação do planeta, o que envolve em parte a minha área de estudo (biologia) por isso agradou-me logo de início. Depois com a emoção do policial, das perseguições e por aí adiante fez-me ler mais intensamente.
   Curiosamente, diferente do que esperava o livro não acabou "às mil maravilhas" com todas as pessoas felizes por terem travado o fim do mundo nos últimos segundos como acontece na maior parte dos policiais. Neste livro o desastre aconteceu (SPOILER) e agravou imenso tudo, o que mudou o padrão do que era um policial comum, agradando-me muito.
   A única coisa que talvez tenha a apontar do livro é a constante descrição de tudo, o autor descreve muitas vezes os monumentos por onde a personagem passa e como são e quando foram construídas e etc. Apesar de ser interessante saber desses sítios, por vezes era dispensável a descrição e podia passar logo à acção, mas pronto não podemos ter tudo.
   É um livro que aconselho a lerem, se quiserem comprá-lo podem fazê-lo aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
8/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas