segunda-feira, 25 de novembro de 2013

A Eleita de Kushiel - Jacqueline Carey

   "Terre d’Ange é um lugar de beleza sem igual. Diz-se que os anjos deram com a terra e a acharam boa… e que a raça resultante do amor entre anjos e humanos se rege por uma simples regra: ama à tua vontade.
   Phèdre nó Delaunay foi vendida para a servidão em criança. O seu contrato foi comprado por um fidalgo, o primeiro a reconhecê-la como alguém atingido pelo Dardo de Kushiel, eleita para toda a vida experimentar a dor e o prazer como uma coisa só. Ele adestrou Phèdre nas artes palacianas e nos talentos de alcova — e, acima de tudo, na habilidade de observar, recordar e analisar.
   Quando tropeçou numa trama que ameaçava os próprios alicerces da sua pátria, ela abriu mão de tudo o que lhe era mais querido para salvá-la. Sobreviveu, e viveu para que outros contassem a sua história, e se eles embelezaram o conto com tecido de mítico esplendor, não ficaram muito aquém da realidade. As mãos dos deuses pousam pesadamente sobre a fronte de Phèdre, e ainda não deram a sua missão por terminada. Embora a jovem rainha que jaz sentada no trono seja bem amada pelo povo, há quem creia que outro deveria usar a coroa… e aqueles que escaparam à ira dos poderosos ainda não acabaram as suas tramas de poder e vingança."

   Boas leitores...
   Aqui estou com uma crítica que deveria vir com um pequeno calorzinho para aquecer nestes dias gelados de Outono, mas enfim, imaginemos o calor. Entretanto informo-vos que este livro é o terceiro duma colecção de seis, dos quais todos estão disponíveis para comprarem se quiserem.
   Quanto à obra, continua a história de Phèdre com mais intrigas e suspeitas, aventuras e confusões. Iniciando o livro de forma engraçada e conflituosa, a autora escreve de maneira a sentir o desgosto e a incerteza que a personagem sente ao ser manipulada por dois deuses e amar um discípulo de um terceiro deus.
   O enredo torna-se mais entusiasmante com imensas páginas de comédia e suspanse na segunda metade do livro. Entre esta segunda metade e o que está para trás ficam só algumas partes para recordar no meio de uma intriga com imensos pormenores e que por vezes faria uma pessoa querer esquecer.
   O que quero dizer com esta crítica é que está um misto de coisas boas e más, tem as partes cómicas e as partes boas de intriga e suspanse, mas por vezes tem páginas de raciocínio das personagens que levam a um adormecimento do leitor, o que é um ponto mau na escrita.
   Enfim para quem já começou a ler a série, aconselho a continuarem, é o que vou fazer, talvez me surpreenda bastante nos próximos livros, afinal o final deste deixou algumas coisas em suspenso, veremos como continua.
   Se quiserem aproveitar e ler a crítica do livro anterior da colecção podem chegar lá clicando no link seguinte: Crítica - A Marca de Kushiel
   Para comprarem este livro basta clicarem neste link, ajudam assim o blogue: Wook
   Boa Leitura... ;)
7/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas