segunda-feira, 22 de julho de 2013

Orgulho e Preconceito e Zombies - Jane Austen e Seth Grahame-Smith

   "«É uma verdade universalmente aceite que um zombie que consiga deitar a mão a um cérebro tem necessidade de mais cérebros»
   É assim que começa Orgulho e Preconceito e Zombies, uma versão alargada do bem amado romance de Jane Austen. Apresenta cenas completamente novas, com a violência capaz de esmagar ossos, ao ser introduzida a presença dos zombies. Quando a nossa história se inicia estamos na sossegada aldeia inglesa de Meryton que, como toda a Inglaterra, sofre os terríveis efeitos de uma peste misteriosa que faz os mortos ganharem vida! A destemida heroína Elizabeth Bennet está decidida a varrer a ameaça dos zombies, mas rapidamente se vê afastada desse objectivo com a chegada do altivo e arrogante Mr. Darcy. O que se segue é uma encantadora comédia de costumes e de maneiras com muitas lutas civilizadas entre os dois apaixonados e com lutas muito mais violentas, em campos de batalha ensopados de sangue. Conseguirá Elizabeth vencer os filhos de Satanás? Ou triunfar sobre os preconceitos sociais da aristocracia rural e do seu espírito de classe? Com casos de amor, corações despedaçados, lutas com espadas, canibalismo e milhares de cadáveres putrefactos, Orgulho e Preconceito e Zombies transforma uma obra-prima da literatura mundial em algo que o leitor vai querer mesmo ler."

   Boas leitores
   Antes de mais quero só afirmar que este foi o meu 300º livro lido, apesar de muitos deles não estarem aqui no blog, passando agora ao tema principal.
   Aqui estamos nós com mais uma crítica. Esta obra é um remake de um clássico denominado Orgulho e Preconceito que nunca li, mas que após ter feito a leitura deste livro me entusiasmou para fazê-lo.
   Um conceito um pouco estranho este de ter zombies, não na actualidade do século XXI mas sim em tempos mais antigos, onde não havia tecnologia praticamente nenhuma. E o certo é que esta mistura até deu um resultado bastante agradável.
   A leitura do livro foi como um grande ditado português "primeiro estranha-se, depois entranha-se", foi esquisito a escrita e os conceitos da altura, mas quanto mais se lê, mais apegado se fica à história e ao enredo.
   A sátira feita pelas personagens diversas como a Mrs. Bennet ou o Mr. Whickam foram algumas das coisas engraçadas ao longo do livro. E todos aqueles pequenos momentos que envolviam os zombies foram pequenas pérolas de risos encontradas ao longo do livro, excepto o assunto relativo à amiga da personagem principal.

   Só achei que no final do livro deveria ter havido um pequeno apêndice onde dissesse o nome das personagens, relações de parentesco e alguns pormenores visto que no início da leitura foi um pouco confuso todos os nomes sem indicação nenhuma.
   É uma boa leitura e engraçada, ainda mais para quem leu o livro que deu origem a este. Se quiserem comprar este livro façam-no aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
7,5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas