segunda-feira, 29 de julho de 2013

O Labirinto de Água - Eric Frattini

   "Quando a jovem arqueóloga Afdera Brooks acode ao leito de morte da sua avó, uma excêntrica milionária, colecionadora de obras de arte, recebe como legado as pistas para chegar a uma caixa de segurança de um banco americano onde está guardado um antiquíssimo manuscrito.
   Afdera empreende uma viagem por meio mundo para desentranhar o conteúdo desse misterioso documento que culminará em Veneza, o labirinto de água.
   A partir do Vaticano, o maléfico cardeal Lienart fará o impossível para que a verdade que se esconde no maltratado pergaminho nunca conheça a luz do dia."

   Boas leitores...
   Aqui estamos nós no final de mais um mês de Verão, e mais um mês de férias, só mais um e em breve teremos novamente críticas espaçadas por bastantes dias, infelizmente.
   Por enquanto vamos tendo estas críticas mais recorrentes, desta vez dum policial, dum autor que não conhecia. É mais um livro solto, sem qualquer colecção aparente.
   Como grande parte dos policiais de hoje em dia este trata de assuntos relacionados com o Vaticano e a Igreja Cristã, é um bom assunto para enriquecer. Infelizmente este assunto não teve um grande sucesso com este autor.
   Apesar da escrita ser relativamente boa, excepto as alturas em que a descrição de um local demorava bastante tempo e quando ele descrevia vários locais, o autor teve um pequeno problema com a concordância temporal, na obra as coisas pareciam que ocorriam umas atrás das outras, mas quando as personagens falavam afinal tinha-se passado semanas sem que houvesse sinal dessa passagem de tempo.
   De resto, o final estava um pouco previsível, o que é mau neste tipo de obras em que se espera que o suspanse se mantenha até ao final do livro. Mas as personagens estavam bem caracterizadas, mesmo não tendo um grande foco nessa parte da obra.
   É um policial não muito bom, mas podem sempre comprá-lo através deste link: Wook
   Boa Leitura... ;)
6/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas