terça-feira, 18 de junho de 2013

As Cinquenta Sombras de Grey - E. L. James

   "Anastasia Steele é uma estudante de literatura jovem e inexperiente. Christian Grey é o temido e carismático presidente de uma poderosa corporação internacional.
   O destino levará Anastasia a entrevistá-lo. No ambiente sofisticado e luxuoso de um arranha-céus, ela descobre-se estranhamente atraída por aquele homem enigmático, cuja beleza corta a respiração.
   Voltarão a encontrar-se dias mais tarde, por acaso ou talvez não. O implacável homem de negócios revela-se incapaz de resistir ao discreto charme da estudante. Ele quer desesperadamente possuí-la. Mas apenas se ela aceitar os bizarros termos que ele propõe...
   Anastasia hesita. Todo aquele poder a assusta - os aviões privados, os carros topo de gama, os guarda-costas... Mas teme ainda mais as peculiares inclinações de Grey, as suas exigências, a obsessão pelo controlo… E uma voracidade sexual que parece não conhecer quaisquer limites. Dividida entre os negros segredos que ele esconde e o seu próprio e irreprimível desejo, Anastasia vacila. Estará pronta para ceder? Para entrar finalmente no Quarto Vermelho da Dor?"

   Boas pessoal...
   Mais uma vez aqui estou, para vos dar a crítica de um dos livros mais famosos do ano passado e que ainda teve bastante fama no início deste ano.
   Antes de mais, apesar de achar que toda a gente sabe, este livro é o primeiro de uma trilogia, dos quais obviamente que já estão todos publicados cá no país.
   Agora o livro... Antes de o ler já sabia perfeitamente pelo que é que o livro era conhecido, para quem não sabe, é o livro erótico mais falado dos últimos tempos. Tive amigos a lerem e a dizerem que fazia jus à reputação e outros a dizerem que não, era um bom romance e tudo o mais. Decidi lê-lo para ver qual teria razão.
   Não me surpreende nada dizer que ambos tinham razão, foi o livro com mais cenas eróticas que já li, tinha tantas que por vezes tornavam-se absurdas, por vezes pareceu-me que estavam ali apenas para ter mais do género. Por outro lado, tenho de dizer que é uma boa história de romance, com assuntos bastante sensíveis até.
   O livro, ou melhor, a autora, pecou bastante pela escrita, demasiado simplista, demasiado corriqueira. Por um lado via-se que o livro tinha sido escrito mesmo para qualquer pessoa o poder ler, nem que tivesse um pingo de inteligência ou um vocabulário menos aprofundado. Apesar disso houve partes que gostei da forma como a autora escreveu como a forma da personagem principal pensar para si mesma, dizendo que tinha mais duas personalidades dentro de si, uma deusa e a consciência.
   O fim estava muito bom e bastante dramático, por isso fiquei até muito curioso de ler o seguimento, mas a partir de agora vão ser os livros que comprei na Feira do Livro, em que esta trilogia não estava incluída, por isso.
   Bem se quiserem aproveitar e comprar o livro podem fazê-lo aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
6/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas