domingo, 20 de janeiro de 2013

Os Filhos do Flagelo - Filipe Faria


   "Allaryia, o mundo distante e fantástico, povoado de seres extraordinários, que ficámos a conhecer em A Manopla de Karasthan, abre-se de novo diante dos nossos olhos com a publicação do segundo volume das suas crónicas - Os Filhos do Flagelo. A demanda de Aewyre e dos seus companheiros prossegue, na tentativa de chegar a Asmodeon e levantar o véu de mistério que envolve o desaparecimento de Aezrel Thoryn, mas muitas são as adversidades que têm de enfrentar a caminho do seu destino. Separados, os companheiros mais que nunca dependem uns dos outros para sobreviverem às provações que se lhe depararão:
   Quenestil e Babaki, que partiram em busca de Slayra e dos seus captores, e o resto do grupo, que segue para as inóspitas estepes de Karatai em perseguição de Kror, o enigmático drahreg que partilha com o jovem Thoryn a Essência da Lâmina, um segredo milenar dos guerreiros de Allaryia. A saída de Ancalach, a Espada dos Reis, do reino de Ul-Thoryn, fez despertar de um longo torpor os Filhos da Sombra, começando a libertar a sua pérfida influência maligna. Insidiosamente, a coberto das sombras, nos obscuros espaços das trevas, o Mal vai estendendo os seus múltiplos e mortíferos tentáculos, antecipando o abraço letal, e tornando, a cada momento, mais visíveis os contornos tenebrosos das suas reais intenções. Há um perigo oculto do qual as gentes de Allaryia ainda não se aperceberam e Pearnon, o escriba, pressente-o sem o poder transmitir. A determinação e a força de armas de Aewyre e seus companheiros serão certamente postas à prova nos tempos vindouros..."

   Olá minha gente leitora...
   Espero que se estejam a aguentar bem na vida, com imensas leituras, que eu cá me vou safando. Tenho agora uma nova crítica do seguimento de uma das colecções que tão em aberto por cá (que não são poucas), desta vez é As Crónicas de Allaryia.
   Tenho de vos informar que desta vez o livro está melhor, se calhar o autor amadureceu a escrita um pouco mais durante o intervalo entre os livros, o certo é que está melhor e mais bem escrito.
   Começando pelo enredo que não parece um livro do género "5 amigos que têm muitas aventuras pelo caminho" mas mais um grupo de viajantes com um objectivo e que têm de lidar com o que a vida dá pelo caminho.
   Há que dizer também que o autor deixou-me curioso acerca de um ou dois assuntos, mas isso deixo que vocês leiam o livro para me entenderem.
   O desenrolar da história está a agradar-me como já disse, só espero é que não comece a enrolar muito porque enfim, são 8 livros na colecção, se eles demoram 7 para chegarem ao sítio suposto e depois no último acontece tudo vou ficar bastante desiludido, mas logo se verá.
   Para verem a crítica que fiz ao livro anterior basta seguirem o link seguinte: Crítica - A Manopla de Karasthan. Se quiserem aproveitar para comprar este livro também podem fazê-lo aqui: Wook
   Boa Leitura... ;)
7,5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas