sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O Caminho de Merlim - Jean-Louis Fetjaine

   "Século VI, ilha da Bretanha.
   Pouco antes de morrer, o rei Guendoleu confia a Merlim, o seu jovem bardo, o cordão de ouro que representa o poder e a possibilidade de união entre os vários povos da Bretanha. Com o cordão a pesar-lhe no pescoço e a recordação de um amor impossível, Merlim tenta fugir à barbárie e percorre os reinos celtas devastados pela guerra, suscitando a desconfiança daqueles que vêem nele o "filho do Diabo". Mas será na zona impenetrável da floresta, num mundo mágico e esquecido, que a criança encontrará estranhos aliados...
   A sua viagem iniciática deverá terminar na noite dos mortos, num lugar que só ele poderá conhecer. Conseguirá, finalmente, desvendar o segredo que pesa sobre as suas origens?
   De Merlim, conhecíamos o mito; Jean-Louis Fetjaine concede-lhe a qui a sua dimensão histórica e humana."

   Boas leitores...
   Antes de mais quero agradecer à(s) pessoa(s) que fizeram encomendas na Wook através dos link's aqui do blog, estou-vos muito agradecido, estarão a contribuir para que haja aqui mais livros, tal como este mês que foi extremamente produtivo, não só em críticas como eu visitas, este mês passámos as 1000 visitas mensais, espero que continuemos com este ritmo será excelente.
   Bem, vamos ao livro, é do mesmo autor cujos livros li este mês, no entanto é duma colecção diferente, desta vez são apenas dois livros, do qual este é o primeiro, logicamente.
   Não sei bem em que género se encaixa, se histórico se fantasia, mas estaria mais inclinado para o histórico e essa foi uma das grandes falhas do livro. Acho que o autor tentou misturar duas coisas que normalmente não conjugam e infelizmente não teve sorte. Jean-Louis pôs história a mais neste livro, parecia que tinha de se restringir aos factos históricos mas de repente lembrava-se que podia acrescentar algo fantasioso. No final este é um livro sobre Merlim o grande feiticeiro e conselheiro de Artur, no entanto não é bem isto que se passa neste livro.
   Outro grande erro do autor que acho que não cometeu na trilogia que li anteriormente foi a dimensão e pormenorização da escrita, exagerou. Havia parágrafos com página e meia, por momentos pensava que estava a ler Saramago ou algo do género, o que me cansava muito mais.
   Pensei também que o livro fosse relacionar-se mais com a trilogia que li, visto que em ambos aparecia Merlim, no entanto não acontece isso a não ser no fim deste livro em que ele aparece com a aparência que tinha na trilogia.
   É um livro que nem está mau nem bom, para quem gosta de história arturiana acho que irão gostar. Para poderem comprar este livro se for esse o caso, basta seguirem o link: Wook  

   Boa Leitura... ;)
4,5/5

André  

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas