sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O Terceiro Deus - Ricardo Pinto

   "Na sequência do massacre das tribos de o Céu da Terra, Carnelian - o filho do Senhor Suth - sente-se revoltado por tudo aquilo que presenciou e pretende pôr fim à carnificina levada a cabo por Osidian Nephron, eleito Deus-Imperador. Porém, Osidian continua sedento de vingança contra aqueles que usurparam o seu trono e, desesperado, Carnelian persegue-o para o matar, apesar dos laços de afecto que ainda os unem. Mas é demasiado tarde, agora que Osidian provocou a ira dos Mestres que governam a Comunidade a partir do seu centro, Osrakum.
   A guerra é inevitável e Carnelian compreende que a sua sobrevivência e a de todos os que lhe são queridos depende da sua aliança com Osidian. No fim, perceberá que os auspícios que o guiavam encobriam um terrível desígnio. Ele próprio ajudará a desencadear forças apocalípticas que trazem revelações arrasadoras. Mas existirá esperança para além do império dos Escolhidos? O Terceiro Deus é a conclusão de uma das epopeias mais notáveis das duas últimas décadas e confirma o seu autor como um dos mais originais mestres da literatura fantástica actual."

   Boas pessoal...
   Aqui estou eu, depois de não sei quantas semanas again... Estes livros têm sido bastante difíceis de digerir. Para além de serem grandes (888 páginas) tem um pequeno problema que falarei à frente. Por agora digo-vos já que este é o terceiro e último livro desta colecção que é denominada A Dança de Pedra do Camaleão.
   A história em geral está bem elaborada e interessante, principalmente o segundo e este terceiro livro que têm mais acção e surpresa. No entanto todos os três livros pecam numa coisa, excesso de pormenores. Todo o livro é coberto em pormenores que são desnecessários, fazendo perder o leitor e esquecê-lo da maior parte dos pormenores que são lidos. E por outro lado, faltam pormenores mais explícitos quanto às regras e hierarquização da sociedade em si. Parece que apareciam novos membros e hierarquias neste livro que nunca tinha ouvido falar anteriormente.
   Apesar destas coisas más há coisas boas como por exemplo o fim, que apesar de ter um pormenor que não gostei tanto, está muito bom e bem feito. Deixando o leitor feliz pela justiça e triste ao mesmo tempo.
   Se quiserem saber mais desta colecção que aconselho apenas a quem tenha bastante paciência então sigam o link: Crítica - Os Guardiães dos Mortos
   Se quiserem comprar o livro: Wook

   Boa Leitura... ;)
7/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas