sábado, 15 de setembro de 2012

Os Guardiães dos Mortos - Ricardo Pinto

   "O segundo livro da trilogia A Dança de Pedra do Camaleão retoma os acontecimentos do final do volume inicial. Carnelian e Osidian - o Imperador Deus eleito - adormecidos no paradisíaco Jardim Proibido do Yden, são drogados, raptados e colocados em urnas funerárias. Osidian, traído pela própria mãe, Ycoriana, em favor do seu gémeo Molochite, e o companheiro serão salvos mas feitos prisioneiros pelas tribos do Céu da Terra. Para entender plenamente a trama deste livro urge contudo ter lido o primeiro volume da saga, porque aquilo que Ricardo Pinto faz é prosseguir a complexa construção de um mundo ficcional alicerçado em pressupostos de uma notável consistência. Em Os Escolhidos, o enredo decorre nos territórios estritamente reservados à casta dominante, a elite que a si própria se designa divina e cujas leis são implacáveis e cruéis. Os Guardiães dos Mortos é de certa forma o reverso do primeiro livro, criando com a mesma acuidade o tumultuoso mundo dos que vivem fora das muralhas daquele universo esplendoroso. E é com base numa visão verdadeiramente antropológica que Ricardo Pinto nos revela o modo de vida destes "bárbaros" que têm a sua própria organização social, a sua identidade, um modo radicalmente outro de encarar o ambiente e as estruturas de poder. Face aos novos desafios, cresce entretanto o antagonismo entre os dois rapazes: Carnelian aprende a compreender os costumes da tribo que os acolhe, Osidian congemina sombriamente a vingança, tirando partido de manipulações destinadas a corromper e dividir os Homens da Planície em proveito próprio. Os Guardiães dos Mortos, o segundo momento desta saga, conserva toda a força narrativa que lhe conhecemos no primeiro volume, assegurando a Ricardo Pinto o lugar único que já conquistou na fantasia épica, como autor de algo que "permanece na memória como um sonho estranho e perturbador" (Interzone)."

   Boas pessoal...
   Mais uma vez não sei quanto tempo sem cá por críticas nenhumas, mas como bem sabem a vida não está fácil e por isso o tempo não tem sido muito.
   No entanto depois desta sinopse, que digamos de passagem é gigantesca e no entanto não diz quase nada do livro, o que por um lado é mau, porque mais de metade do livro é só a embelezá-lo em vez de contar a história, o que parece dizer "já que a história não é nada de especial vamos salientar outros pontos."
   Mas tenho a dizer que entre este livro e o primeiro preferi mil vezes este. Está mais activo, mas entusiasmante, com transmissão de raiva principalmente com nojo e vontade própria de matar uma certa personagem...
   Ainda assim há partes um pouco extensivas exageradamente tal como partes pouco descritas nem com um pormenor a dizer que já se passou não sei quanto tempo.
   Tenho a dizer que não pensei que me enganasse tanto no carácter duma personagem, houve alguém que mudou completamente a personalidade parecia adorável e tornou-se em alguém completamente oposto ao que era, fiquei espantadíssimo.
   Se o terceiro e último volume mantiver a categoria deste não ficarei desiludido com a colecção.
   Se quiserem saber mais sobre a colecção e o livro anterior basta seguirem o link: Crítica - Os Escolhidos
   Para comprarem o livro sigam o link: Wook

   Boa Leitura... ;)
6,5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas