terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Os Doze Reinos - Madalena Santos

   "Numa era primitiva e violenta, onde povos rudes são vizinhos de Cidades em franca ascensão, os clãs da Região de Unar tentam concentrar as suas forças no Primeiro Rei.
   Um bando de amigos que vive na orla dos Pântanos de Unar desde cedo se vê portador de um destino recheado de vitórias e glória eterna. Após uma longa campanha de duras provações, um deles, Teldius, é coroado e inicia uma longa fase de conquistas. Porém, os inimigos são muitos e diversificados e, no Sul, as Cidades revelam-se prósperas, evoluídas e habitadas por adversários superiores.
   As traições alteram o caminho dos Guerreiros de Unar e, no meio de tantos homens cujo ânimo se baseia na ferocidade dos líderes, Corza eleva-se até os inimigos temerem o seu nome. A odisseia prossegue até aos reinos longínquos, onde cenários coloridos e exóticos os esperam para intrigas entre poderosos que manipulam coroas e definem o futuro a seu bel-prazer.
   Os Doze Reinos é o quarto e último livro da saga Terras de Corza, da autoria de Madalena Nogueira dos Santos, e promete um final extraordinário e inesquecível para uma série que conta com O Décimo Terceiro Poder (2006), A Coroa de Sangue (2007) e As Tribos do Sul (2009).

   Boas leitores...
   Bem vindos a 2012, espero que se sintam preparados para ler muitos livros este ano. Eu propus um desafio a mim mesmo, ler 60 livros este ano, vejamos se consigo.
   Comecemos por este, o último livro de Madalena Santos, digamos que este foi se não o melhor, o segundo melhor só sendo ultrapassado pelo primeiro livro O Décimo Terceiro Poder.
   Apesar disso tenho de referir uma coisa que não achei muito conveniente. Este livro, como se pode observar pela sinopse é a ascensão de Corza pelos reinos todos do seu continente. Nos outros livros o leitor toma essa história como garantida sem nunca a ter ouvido e acho muito bom a autora escrever um livro para explicar como é que Corza foi imortalizado nas suas terras. No entanto, acho que este primeiro livro deveria ser o primeiro da colecção, para seguir a estrutura cronológica do resto das obras.
   Mas o resto do livro acho que está muito boa. O facto dela não propor logo Corza como rei, e sim Teldius, dar mais intriga e mistério ao livro para torná-lo mais interessante e absorvente.
   Um facto que não ocorria nos outros livros era a meio da história serem omitidos vários anos, por um lado, acho que sim, dá a sensação de que as coisas demoram a acontecer e que tomam um ritmo lento, até porque uma conquista dum continente não se passa em meia dúzia de anos. Mas por outro lado, o leitor pode ficar a pensar no que é que poderia ter acontecido nesses anos, mas enfim é a opinião de cada um.
   Aconselho muito a ler este livro, se quiserem saber mais vejam o link dos livros anteriores: Crítica - As Tribos do Sul
   Para comprarem este livro: Wook

   Boa Leitura... ;)
7,5/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas