segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O Medo do Homem Sábio Parte 1 - Patrick Rothfuss

   "Agora em O Medo do Homem Sábio, Dia Dois das Crónicas do Regicida, uma rivalidade crescente com um membro da nobreza força Kvothe a deixar a Universidade e a procurar a fortuna longe. À deriva, sem um tostão e sozinho, viaja par Vintas, onde, rapidamente, se vê enredado nas intrigas políticas da corte. Enquanto tenta cair nas boas graças de um poderoso Nobre, Kvothe descobre uma tentativa de assassínio, entra em confronto com um Arcanista rival e lidera um grupo de mercenários, nas terras selvagens, para tentar descobrir quem ou o quê está a eliminar os viajantes na estrada do Rei.
   Ao mesmo tempo, Kvothe procura respostas, na tentativa de descobrir a verdade sobre os misteriosos Amyr, os Chandrian e a morte da sua família. Ao longo do caminho Kvothe é levado a julgamento pelos lendários mercenários Adem, é forçado a defender a honra dos Edema Ruh e viaja até ao reino de Fae. Lá encontra Felurian, a mulher fae a que nenhum homem consegue resistir, e a quem nenhum homem sobreviveu… até aparecer Kvothe.
   Em O Medo do Homem Sábio, Kvothe dá os primeiros passos no caminho do herói e aprende o quão difícil a vida pode ser quando um homem se torna uma lenda viva."

   Boas outra vez...
   Aqui estou eu para vos dar a crítica ao segundo best-seller e obra fantástica de Patrick Rothfuss, O Medo do Homem Sábio Parte 1. É pena este livro estar dividido em duas partes, mas também duvido que seria possível fazer um livro com a junção das duas partes.
   Uma consequência disso é que a sinopse desta parte revela já bastantes coisas que se passam se calhar no segundo livro, mas enfim não posso contrariar, por isso se não gostam de spoilers não leiam a sinopse.
   Em relação ao livro em si, digo-vos que a escrita deste autor continua excelente e viciante. Bastaram-me três, quatro dias para ler um livro de 700 páginas aproximadamente. E olhem que isto só acontece quando o livro é mesmo bom.
   Não vos posso adiantar muito mais do livro, tudo continua duma forma que adoro, as experiências da personagem principal parecem verdadeiras e todas as aventuras dele são misteriosas e cheias de acção, com uma pitada de magia à mistura, aliás magia que funciona à base da força de vontade.
   Bem, se quiserem saber mais podem sempre ver a crítica ao livro anterior: Crítica - O Nome do Vento
   Se quiserem ter esta excelência de obra basta comprarem aqui: Wook

   Boa Leitura... ;)
10/10

André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas