terça-feira, 10 de maio de 2011

O Jogo das Paixões - Alberto Bevilacqua

   "Dia ou noite, Veneza é afrontada pelas incursões do Airão Vermelho, a bordo do qual se dá continuidade a um baile de máscaras, a um jogo de paixões, a uma desenfreada luta de poderes.
   Marco Donati é o fio condutor da história. Mafioso, chantagista e óptimo manipulador de consciências angustiadas, pretende assumir-se como cidadão respeitável e conquistar Regina, cantora, bela, sedutora e infiel.
   Mas, como numa ópera verdiana, outras são as personagens que influem no enredo: Squeri, o sórdido polícia que quer desmantelar a "Ghenga", e Vito Lunardi, o jovem que deve vingar a morte do pai, o anterior Doge da mafia veneziana.
   Regulado pela perversão, pelo rancor, pelos segredos e por golpes de cena, este é um romance que só poderia concluir-se de forma surpreendente e magistral."

   Boas Pessoal...
   Antes de tudo, espero que tenham ido muito à Feira do Livro de Lisboa, está quase a acabar, eu fiz muitas comprinhas (17 livrinhos para ler), a feira acaba este fim-de-semana, se ainda não foram lá aproveitem...
   Agora O Jogo das Paixões. Escrito em 1989, mais um livro com alguma idade, retrata muito bem a mafia mais poderosa do mundo, a italiana. As várias intrigas, os jogos sujos, as traições, os golpes de Estado e as mortes são todos elementos presentes nesta obra.
   Desde o início do livro que fui lendo-o de forma céptica a julgar este livro um mau livro, mas após algumas cenas que achei interessantes o meu apetite por ele aumentou, não de forma significativa, mas aumentou, subindo na minha consideração.
   Apesar disso, tem alguns maus pontos que tenho de referir. A escrita, não é que seja difícil, só que não me entusiasmou muito, estava escrito de forma estranha e abstracta, se é que posso utilizar este adjectivo. Outro ponto foi as intrigas, planos e objectivos da personagem principal que nem sempre eram explicados.
   Não seria um livro que compraria para ler, ainda bem que mo deram.

   Boa Leitura... ;)
4,5/10
André

0 comentários:

Enviar um comentário

Páginas Comentadas