quarta-feira, 20 de abril de 2011

Não Contes a Ninguém – Karen Rose

   “Não olhes. Não confies. Não contes a ninguém.
   Mary Grace Winters sabia que a única forma de ela e o filho escaparem ao marido, um agente da polícia, que os maltratava, era a simulação das suas mortes. Agora, tudo o que resta da sua antiga vida jaz no fundo do lago... Com uma nova identidade, numa nova cidade, encontraram um refúgio a centenas de quilómetros de distância. Quase se esqueceu do pesadelo vivido há nove anos. Até resolveu tentar a sua sorte ao amor com Max Hunter, um homem que também carrega as suas próprias feridas. Contudo, o marido descobre-os e, pouco a pouco, o perigo aproxima-se e ameaça tudo e todos.”

   Boas pessoal...
   Eu sei demorei um bocado demais a ler o livro mas já sabem, viagem de finalistas e tudo, enfim...
   Primeiro, tem um título bastante apelativo, fiquei interessado no livro logo pelo título e pela capa, bastante bem desenhada.
   Em relação ao enredo em si, bem eu já li outros policiais de Karen Rose e tenho a dizer que os policiais têm um grande problema, são basicamente iguais, têm todos o mesmo plano de fundo, mauzão, rapariga, rapaz bonzão, um amor e um final feliz, fim.
   As personagens estão boas, e isso deve-se em parte ao facto de Karen Rose ter pedido a opinião a várias raparigas que sofreram realmente violência doméstica, o que acho muito bom.
   De resto não tenho muito mais a dizer, é um livro razoável, semelhante a muitos outros da mesma autora.

   Boa Leitura   ;)
6/10

André

1 comentários:

Anónimo disse...

Não poderias ter descrito melhor este livro, continua ;)

Enviar um comentário

Páginas Comentadas